terça-feira, 21 de dezembro de 2010

até nunca mais



Você pode enganar todas as meninas da cidade. Só lembre-se: ela não é uma delas. Ela nunca foi, porque seria agora? Só porque você chegou e virou a vida pelo avesso, transformou o que era certo em errado, mudou a cara pelo coroa. Não se engane, meu bem. Ela sabe como agir e ela definitivamente irá agir.

Em um dia qualquer ela olhou para o lado e simplesmente não sabia o que fazia ali. Não sabia se eram as taças a mais os pensamentos a mais. Aquilo não a pertencia, aquilo nunca seria dela. Uma pena? Uma sorte? E, felizmente, ela nunca se contentou com pouco. Nunca quis ser a segunda opção, a personagem secundária ou a tapa buraco. Ela não pertence a você, ela nunca vai pertencer a nada. Ela pertence somente ao mundo.

Pegou seu sapato vermelho – combinando com seu rosto demonstrando vergonha – e sua dignidade um pouco abalada e saiu porta a fora. Ela nunca olhou pra trás, ela nunca pensou em uma segunda chance. Segunda chance existe para os fracos conseguirem tomar atitudes sem um peso a mais nas costas, não pra ela. Muitos pensamentos, muita dor de cabeça. É, talvez o culpado disso tudo tenha sido realmente o champanhe da noite passada. Ou a vodka. Ou ela. Ou ele.

Ela não se desesperou, ela nem ao menos chorou de verdade. Lágrimas de crocodilo nunca foram seu problema. Fingia tão bem que até parecia você quando falava que a amava. Tudo mentira. Tudo balela. Lavou seu rosto, mas isso não foi o bastante para tirar as lembranças de sua mente. Mas afinal, o que seria o bastante? Mágoas, mentiras, lágrimas. Agora algo a dizia que aquilo tinha chegado ao fim.

Ela saiu e fechou a porta. Ela saiu e fechou seu coração. Até nunca mais.

domingo, 5 de dezembro de 2010


"Homens, querem meninas legais, bonitas, atraentes, inteligentes e boazinhas... Quando aparece uma assim, pensam: Me dei bem! Essa é a mulher que minha mãe gostaria de ter como nora! Se sair um relacionamento, será uma relação estável. Vai buscá-la na faculdade, vão ao cinema, vai ter carinho sempre. O básico. Até virar uma rotina sem graça. Ele vai olhar os caras bem vestidos indo pra noite, arrasar a mulherada. Vai sentir falta de dar aquelas cantadas infalíveis, aquela dançadinha mais provocativa na pista. Pensa: acho que não estou pronto pra me enclausurar num relacionamento.
A boa menina se transforma num empecilho, e aos poucos vai surgindo uma aversão a ela. Quando vê o nome dela no celular, sente vontade de não atender. Já era, aquela promessa de vida estável vai por água abaixo. E se ela não se dá conta, ele começa a ser grosso. E a pobre menina pensa: o que fiz? Coitada, não fez nada, a culpa é dele mesmo.
Então, os homens voltam pra vidinha que odiavam até semanas atrás. Não veêm a hora de sair e pegar aquela mulher que sempre quiseram. GRANDE DESILUSÃO.
Ele chega em casa depois da balada, sozinho, tentando descobrir porque não está satisfeito. De repente foi porque a menina da night, a linda, gostosa, misteriosa, ficou com ele, mas nem sequer pediu o número de telefone.FRUSTRAÇÃO. Por mais que não queira, pensa na "sua" menina boazinha que deixou pra trás... Ela podia ter seus defeitos, mas era uma menina legal, que ficava ao seu lado, dando valor.
Enquanto isso, a boa menina, chateada, custa a entender o que fez para ele ter se afastado dela. Essa dúvida vira ANGÚSTIA, que vira raiva. Daí a menina não quer mais saber de nada, só de sair, se distrair! Resolve não se envolver mais, pra não sair lesada ou chateada, triste e principalmente magoada. O tempo passa, e as coisas continuam na mesma, os homens voltam a reclamar da vida, e das mulheres “elas só querem as coisas com homens sem vergonha, e não estão nem aí pra nós” Ou será que eles é que foram os sem vergonhas?
Elas são assim por conseqüência deles. A mulher da night de hoje, era a boa menina de outro homem ontem, e assim sucessivamente. Provavelmente, essa ex-boa menina, deve estar enlouquecendo a cabeça de outro homem por aí. E ele a perdeu para sempre, ela virou uma mulher enlouquecedora e ele a encontrou na night (mais linda do que nunca)! E ela?! ELA NEM OLHOU PRA ELE...

quarta-feira, 21 de julho de 2010



"Oi...Sou seu Anjo" Eu estou ao seu lado e sou aquele que nunca desacredita dos seus sonhos. Sou eu que as vezes altero seu itinerário, e até atraso seus horários para evitar acidentes ou encontros desagradáveis.Sim, sou eu que falo ao seu ouvido aquelas "inspirações" que você acredita que acabou de ter como "grande idéia". Sou eu quem te causa aqueles arrepios quando você se aproxima de lugares ou situações que vão te fazer mal. E sou eu quem chora por você quando você com a sua teimosia insiste em fazer tudo ao contrário só para desafiar o mundo. Quantas noites passei na cabeceira de sua cama velando por sua saúde, cuidando de sua febre e renovando suas energias. Quantos dias eu te segurei para que você não entrasse naquele ônibus,carro e até avião?Quantas ruas escuras eu te guiei em segurança? Não sei, perdi a conta, e isso não importa. O que realmente importa, e o que me deixa triste e preocupado, é quando você assume a postura de vítima do mundo, quando você não acredita na sua capacidade de resolver os problemas, quando você aceita as situações como insolúveis, quando você pára de "lutar" e simplesmente reclama de tudo e de todos, quando você desiste de ser feliz e culpa outra pessoa pela sua infelicidade, quando você deixa de sorrir e assume que não há motivos para rir, quando o mundo está repleto de coisas maravilhosas, quando se esquece até de mim, seu anjo da guarda, aquele que Deus deu a honra de auxiliar nessa missão tão difícil que é viver e progredir.
Já que me deixaram falar diretamente com você, gostaria de te lembrar,que estou ao seu lado sempre, mesmo quando você acredita estar totalmente só e abandonado, até nesse momento eu estou segurando a sua mão, eu estou consolando seu coração, eu estou te olhando, e por te amar demais, fico triste com a sua tristeza, mas, como eu sei que você nasceu para brilhar, eu agradeço a Deus a oportunidade bendita de te conhecer e cuidar de você, porque você é realmente muito especial.






"Hoje eu acordei mais cedo, fiquei te olhando dormir imaginei algum suposto medo para que tão logo pudesse te cobrir; tenho cuidado de você todo esse tempo, você esta sobre o meu abraço e a minha proteção;tenho visto você errar e crescer, amar e voar,você sabe aonde pousar; ao acordar ja terei partido,ficarei de longe escondido, mas sempre perto, decerto,como se eu fosse humano, vivo pr ate cuidar, te proteger,sem você me ver, sem saber quem sou, se sou anjo ou se sou o seu amor" Banda Eva - Anjo

segunda-feira, 5 de julho de 2010


"É melhor vc ter uma mulher engraçada do que linda,que sempre te acompanha nas festas, adora uma cerveja,gosta de futebol, prefere andar de chinelo e vestidinho, ou então calça jeans desbotada e camiseta básica , faz academia quando dá, come carne, é simpática, não liga pra grana, só quer uma vida tranqüila e saudável,é desencanada e adora dar risada; Do que ter uma mulher perfeitinha, que não curte nada,se veste feito um manequim de vitrine, nunca toma porre e só sabe contar até quinze, que é até onde chega a seqüência de bíceps e tríceps. Legal mesmo é mulher de verdade.E daí se ela tem celulite? O senso de humor compensa. Pode ter uns quilinhos a mais, mas é uma ótima companheira.Pode até ser meio mal educada quando você larga a cueca no meio da sala, mas e daí? Porque celulite, gordurinhas e desorganização têm solução. Mas ainda não criaram um remédio pra futilidade!!"



Arnaldo Jabour



fazia tempo que nao postava aqui..saudade

quinta-feira, 15 de abril de 2010

do amor que sinto;

"O teu amor encheu o meu peito num momento em que o queriam transformar em um jarro vazio, por pura maldade. Te encontrar foi como descobrir uma fonte de águas no ponto mais seco do deserto mais quente que eu já ousei atravessar. Fechei meus olhos pra descansar debaixo de uma sombra qualquer e vi cores, tantas cores, mais de sete, e decidi me levantar pra te dizer que o teu amor trouxe graça pro meu mundo até então preto e branco, feito curta-metragem dos anos trinta, som de fita rodando no projetorapaixonado por qualquer coisa, mas sem amar em paz. Foi contigo que aprendi que amor é sinônimo de paz. Teu amor abriu os meus olhos pras coisas que eu também posso querer, e eu já não penso mais em histórias-pra-não-dormir. Vou com força, vou em frente, por mim e por ti sem desistir.O teu amor me curou da dor, da insegurança e da fobia de estar só, e quando eu olho pros próximos anos eu vejo você parado na minha direção e sorrindo pra mim, dizendo que tudo vai ficar bem. É o teu amor me faz confiar em ti. Deve ser por isso que toda vez que penso em ti, sinto esse cheiro de alecrim, louro e flor de laranjeira, cheiro de coisas felizes, de dias de sol, manhã de abril. E deve ser por isso também que ainda hoje sinto como se mil borboletas levantassem vôo no meu ventre quando te vejo ou apenas te imagino chegar , ou até mesmo em pensar em você como na primeira vez Por isso eu prefiro lutar contra o meu e o teu sono, ainda que cansada, por ter umas horas mais olhando esses olhos e esse sorriso que desafortunadamente demorei 19 anos pra encontrar, mas que afortunadamente encontrei entre placares num num saguão de um aeroporto lotado. Agradeço à sorte, ao destino, à Deus, aos trevos de quatro folhas, aos anjos, ao universo, ou a quem quer que tenha sido tão legal comigo à ponto de trazer você pra mim, a ponto de me fazer entender que algumas vezes a gente vai deixar de acreditar, mas que existem muitas coisas que não são mito, são reais mesmo, e uma delas ainda é o amor. E sempre será, porque sempre foi.
Diz pra mim que a dor de não ter o teu rosto todos os dias quando desperto é momentânea e não chores nunca mais por eu ainda não poder ficar. Beija os meus olhos com essa tranqüilidade que vem de ti e me inunda, aperta o meu corpo contra o teu e sorri pra sorte, meu bem. Porque aqui não precisamos mais esperar que seja o vinte e um de março.A nossa primavera já chegou.
És o meu amor,
A minha paz.



Ps. dedicado a você, que me faz sorrir, e que msm longe já me faz feliz!
M.jr ♥


terça-feira, 13 de abril de 2010

Com se diz, te amo?...


"Não, não!... não me refiro à esse "eu te amo" que se ouve a três por quatro, por todas as esquinas e quadras do mundo, a cada segundo impensado. Não! O sentimento à que me refiro não cabe mais nessa frase, e na verdade, ultrapassa qualquer palavra que possa ser dita. É fina energia que se move, tem vida própria e se transmite talvez pelo toque, pelos olhos, pelos poros, pela finíssima camada de vida que nos reveste, a que chamamos de alma, como se por dentro andasse, mas que de fato é livre, e nos envolve de fora pra dentro, de cima pra baixo, de lado pra outro, e é exatamente nessa frequência que eu gostaria de saber como se diz EU TE AMO."


"Palavras não descrevem os olhos,as bocas, os braços e abraçoas, nem a alegria até então desconhecida, surgida de um (re) encontro. Para quem, há dias atrás, refletia tanto as obras do acaso,hoje compreende que realmente, o acaso não passa de um simples nada, e acredita em algo bem maior que isso. Que levará a um próximo reencontro,sem sombra de dúvidas.Mas ate lá, todas as músicas cantadas estarão na mente, todos os sorrisos que ainda não acreditavam no que estava acontecendo,todos os olhares que transpareciam toda a magia do momento"


Caio F. Abreu

segunda-feira, 5 de abril de 2010


"...A senhora me desculpe, mas no momento não tenho muita certeza. Quer dizer, eu sei quem eu era quando acordei hoje de manhã, mas já mudei uma porção de vezes desde que isso aconteceu.(...) Receio que não possa me explicar. Dona Lagarta, porque é justamente aí que está o problema. Posso explicar uma porção de coisas mas não posso explicar a mim mesma..."

Alice no País das Maravilhas

terça-feira, 30 de março de 2010



"Eu não quero que você me busque num super potente carro, eu só quero que quando você me beije, eu não deseje mais nenhuma força do universo. Estou pouco me lixando se o restaurante tem várias cifras no guia da Folha, mas gostaria muito que a gente esquecesse das mesas ao lado e risse a noite toda, eu até brindaria com água sem bolhinhas.
Sério que tem uma pousada mega-master com ofurô em cima da montanha e charretes cor-de-rosa que trazem o café da manhã? Dane-se, se você conseguir passar, nem que seja algumas horas, encantado pela gente, essa será a maior riqueza que eu posso ganhar.
Sim, a tecnologia é mesmo fantástica, só que hoje eu queria sumir com você para um lugar onde não pegue o celular, não pegue a internet, não pegue a televisão, mas que a gente, em compensação, se pegue muito.
Sim, sim, música eletrônica é demais, celebrar a vida com os amigos é genial, pular bem alto é sensacional. Mas será que a gente não pode colocar um Cartola bem baixinho na vitrola e dançar sozinhos no escuro, só hoje? Será que a gente não pode parar de adjetivar o mundo e se sentir um pouco?
Eu procuro você desde o dia em que nasci, não, eu não dependo de você nem para andar e nem para ser feliz, mas como seria bom andar e ser feliz ao seu lado.

segunda-feira, 29 de março de 2010

amor não se pede.




Se implorar resolvesse, não me importaria. De joelhos, no milho, em espinhos, agachada, com o cofrinho aparecendo. Uma loucura qualquer, se ajudasse, eu faria com o maior prazer. Do ridículo ao medo: pularia pelada de bungee jump. Chorar, se desse resultado, eu acabaria com a seca de qualquer Estado, de qualquer espírito. Mas amor não se pede, imagine só.
Ei, seu tonto, será que você não pode me olhar com olhos de devoção porque eu estou aqui quase esmagada com sua presença? Não, não dá pra dizer isso. Ei, seu velho, será que você pode me abraçar como se estivéssemos caindo de uma ponte porque eu estou aqui sem chão com sua presença? Não, você não pode dizer isso. Ei, monstro do lixo, será que você pode me beijar como um beijo de final de filme porque eu estou aqui sem saliva, sem ar, sem vida com a sua presença? Definitivamente, não, melhor não.
Amor não se pede, é uma pena. É uma pena correr com pulinhos enganados de felicidade e levar uma rasteira. É uma pena ter o coração inchado de amar sozinha, olhos inchados de amar sozinha. Um semblante altista de quem constrói sozinho sonhos. Mas você não pode, não, eu sei que dá vontade, mas não dá pra ligar pro desgraçado e dizer: ei, tô sofrendo aqui, vamos parar com essa estupidez de não me amar e vir logo resolver meu problema? Mas amor, minha querida, não se pede, dá raiva, eu sei. Raiva dele ter tirado o gosto do mousse de chocolate que você amava tanto. Raiva dele fazer você comer cinco mousses de chocolate seguidos pra ver se, em algum momento, o gosto volta. Raiva dele ter tirado as cores bonitas do mundo, a felicidade imensa em ver crianças sorrindo, a graça na bobeira de um cachorro querendo brincar. Ele roubou sua leveza mas, por alguma razão, você está vazia.
Mas não dá, nem de brincadeira, pra você ligar pro cara e dizer: ei, a vida é curta pra sofrer, volta, volta, volta. Porque amor, meu amor, não se pede, é triste, eu sei bem. É triste ver o Sol e não vê-lo se irritar porque seus olhos são claros demais, são tristes as manhãs que prometem mais um dia sem ele, são tristes as noites que cumprem a promessa. É triste respirar sem sentir aquele cheiro que invade e você não olha de lado, aquele cheiro que acalma a busca. Aquele cheiro que dá vontade de transar pro resto da vida. É triste amar tanto e tanto amor não ter proveito. Tanto amor querendo fazer alguém feliz. Tanto amor querendo escrever uma história, mas só escrevendo este texto amargurado. É triste saber que falta alguma coisa e saber que não dá pra comprar, substituir, esquecer, implorar. É triste lembrar como eu ria com ele. Mas amor, você sabe, amor não se pede. Amor se declara: sabe de uma coisa? Ele sabe, ele sabe.

segunda-feira, 22 de março de 2010


"

Eu tenho medo de amar você. Tenho medo dos seus olhos que dizem tantas verdades pra mim e que me fazem sentir a menina de vestido rodado que comeu chocolate antes do jantar. Tenho medo das suas mãos que conhecem cada polegada das minhas curvas e deslizam por elas acabando sempre na minha nuca me fazendo um cafuné. Tenho medo da sua boca que não me diz muita coisa, mas consegue com perfeição divina calar a minha que diz tantas coisas desnecessárias. Eu tenho medo de amar você, porque amar você é me questionar se você ama à mim também.
A vida toca meus braços e eu não tenho vontade de deixar ela passar. O frio lá fora congela os cadáveres do meu passado e aqui dentro não poderia estar mais quente esperando o bebê da vida nova. Posso estar louca, e inconseqüente, e imatura, e impulsiva, e hiperbólica, e atirada, e infantil; posso estar fingindo, estar forçando, estar idealizando, estar correndo por algo que não me deu segurança nenhuma. Eu posso até achar que esse sentimento bom não existe fora da minha cabeça de garota interrompida, mas eu não vou deixar que nenhuma receita de amor que nunca funcionou leve você de mim dessa vez. "

quarta-feira, 17 de março de 2010


Sabe, acho que ninguém vai entender. Ou se entender não vai aprovar. Existe em nossa época um paradigma que diz: enquanto você me der carinho e cuidar de mim, eu vou amar você. Então, eu troco o meu amor por um punhado de boas ações. Isso a gente aprende desde a infância: se você for um bom menino, eu vou lhe dar um chocolate. Parece que ninguém é amado simplesmente pelo que é, por existir no mundo do jeito que for, mas pelo que faz em troca desse amor. E quando alguém, por alguma razão muito íntima, corre para bem longe de você? A maioria das pessoas aperta um botão de desliga-amor, acionado pelo medo e sentimentos de abandono, e corre em direção aos braços mais quentinhos. E a história se repete: enquanto você fizer coisas por mim ou for assim eu vou amar você e ficar ao seu lado porque eu tenho de me amar em primeiro lugar. Mas que espécie de amor é esse? Na minha opinião, é um amor que não serve nem a si mesmo e nem ao outro.

Eu também tenho medo, dragões aterrorizantes que atacam de quando em quando, mas eu não acredito em nada disso. Quando eu saí de uma importante depressão, eu disse a mim mesma que o mundo no qual eu acreditava deveria existir em algum lugar do planeta. Nem se fosse apenas dentro de mim… Mesmo se ele não existisse em canto algum, se eu, pelo menos, pudesse construi-lo em mim, como um templo das coisas mais bonitas em que eu acredito, o mundo seria sim bonito e doce, o mundo seria cheio de amor, e eu nunca mais ficaria doente. E, nesse mundo, ninguém precisa trocar amor por coisa alguma porque ele brota sozinho entre os dedos da mão e se alimenta do respirar, do contemplar o céu, do fechar os olhos na ventania e abrir os braços antes da chuva. Nesse mundo, as pessoas nunca se abandonam. Elas nunca vão embora porque a gente não foi um bom menino. Ou porque a gente ficou com os braços tão fraquinhos que não consegue mais abraçar e estar perto. Mesmo quando o outro vai embora, a gente não vai. A gente fica e faz um jardim, qualquer coisa para ocupar o tempo, um banco de almofadas coloridas, e pede aos passarinhos não sujarem ali porque aquele é o banco do nosso amor, do nosso grande amigo. Para que ele saiba que, em qualquer tempo, em qualquer lugar, daqui a não sei quantos anos, ele pode simplesmente voltar, sem mais explicações, para olhar o céu de mãos dadas.


No mundo de cá, as relações se dão na superfície. Eu fico sobre uma pedra no rio e, enquanto você estiver na outra, saudável, amoroso e alto-astral, nós nos amamos. Se você afundar, eu não mergulho para te dar a mão, eu pulo para outra pedra e começo outra relação superficial. Mas o que pode ser mais arrebatador nesse mundo do que o encontro entre duas pessoas? Para mim, reside aí todo o mistério da vida, a intenção mais genuína de um abraço. Encontrar alguém para encostar a ponta dos dedos no fundo do rio – é o máximo de encontro que pode existir, não mais que isso, nem mesmo no sexo. Encostar a ponta dos dedos no fundo do rio. E isso não é nada fácil, porque existem os dragões do abandono querendo, a todo instante, abocanhar os nossos braços e o nosso juízo. Mas se eu não atravessar isso agora, a minha escrita será uma grande mentira, as minhas histórias serão todas mentiras, o meu livrinho será uma grande mentira porque neles o que impera mais que tudo é a lealdade, feito um Sancho Pança atrás do seu louco Dom Quixote. É a certeza de existir um lugar, em algum canto do mundo, onde a gente é acolhido por um grande amigo. É por isso que eu tenho de ir. E porque eu não quero passar a minha existência pulando de pedra em pedra, tomando atalhos de relações humanas. Eu vou mergulhar com o meu amigo, ainda que eu tenha de ficar em silêncio, a cem metros de distância. Eu e o meu boneco de infância, porque no meu mundo a gente não abandona sequer os bonecos que foram nossos amigos um dia.

Agora em silêncio, ensinando dragões a nadar.

terça-feira, 9 de março de 2010

"A vida te dá uma rasteira. Você cai, tropeça, o sonho borra a maquiagem, o coração se espalha. Voce sente dor, perde o rumo, perde o senso e promete: Paixão nunca mais. Você sente que nunca irá amar alguém de novo, que amor é conversa de botequim, ilusão de sentido, que só funciona direito pra fazer música, poesia e roteiro de cinema. E voce inventa. Um amor pra distrair. Um amor pra ins-pirar, um amor pra trans-pirar. Uma paixão aqui, um quase-amor ali. Ainda bem que existem os amigos, para amar, abraçar, sorrir, cantar, escrever em recibos e tirar fotos bonitas. E a vida segue. Sua imaginação te preenche, e seus amigos te dão colo, Vodka e dias incriveis!"

segunda-feira, 8 de março de 2010


Me deixa ser egoísta. Me deixa fazer você entender que eu gosto de mim e quero ser preservada. Me deixa de fora de suas mentiras e dessa conversa fiada. Eu sou uma espécie quase em extinção: eu acredito nas pessoas. E eu quase acredito em você. Não precisa gostar de mim se não quiser. Mas não me faça acreditar que é amor, caso seja apenas derivado. Não me diga nada. (Ou me diga tudo). Não me olhe assim, você diz tanta coisa com um olhar. E olhar mente, eu sei! E eu sei por que aprendi. Também sei mentir das formas mais perversas e doces possíveis. (Sabia?) Mas meu coração está rouco agora. GRAVE! Você percebe? Escuta só como ele bate. O tumtumtum não é mais o mesmo. Não quero dizer que o tempo passou, que você passou, que a ilusão acabou, apesar de tudo ser um pouco verdade. O problema não é esse. Eu não me contento com pouco. (Não mais). Eu tenho MUITO dentro de mim e não estou a fim de dar sem receber nada em troca. Essa coisa bonita de dar sem receber funciona muito bem em rezas, histórias de santos e demais evoluídos do planeta. Mas eu não moro em igreja, não sou santa, não evoluí até esse ponto e só vou te dar se você me der também. Pode rir, é isso mesmo. Não vou fingir ser o que não sou. Quer me tratar bem? Amém! Se não quiser, vá com Deus, não me procure mais! Amor incondicional é muito bonito. Mas eu só tenho por mim, pela minha família. E pelos meus gatos. De resto, sou igual bicho. Me morde e eu te como. Com as minhas palavras. Que são meu maior mel e meu melhor veneno.



Ps. E a todas asmelhores dou meus parabéns, e lhes pergunto o que seria do mundo sem o drama, sem o estress, sem o feminismo de todas nós? O que seria do amor? Do carinho, e de todas essas que so as mulheres entendem? :) Feliz Dia Internacional da mulher :)

quinta-feira, 4 de março de 2010



"Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo a porta, o amor não é chegado a fazer contas,não obedece à razão, o verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar, ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano, isso são só referenciais, ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca, ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera."

domingo, 21 de fevereiro de 2010


"Não tenho a pretenção de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim;
nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que em algum momento fui insubstituível;E que esse momento será inesquecível.
Quero sempre ter um sorriso estampado no rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre;
E que esse sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.
Quero fechar os olhos e imaginar alguém,e ter certeza de que esse alguém também pensa em mim, que faço falta!
Queria ter a certeza de que apesar das minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou e não pelo que tenho.
Que meveja como um ser humano completo, que abusa demais dos sentimentos.
Nunca diga te amo se não tem interesse.Nunca fale sobre sentimentos se eles não existem.
Nunca toque numa vida, se não pretende romper um coração.
Nunca olhe nos olhos de alguém,se não quiser vê-lo se derramar em lágrimas por causa de ti.
A coisa mais cruel que alguém pode fazer é permitir que alguém se apaixone por você, qndo você não pretende fazer o mesmo!

Mário Quintana

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

My Blueberry Nights

"Hoje não pretendo dizer das minhas dores, dos meus conflitos, nem tão pouco das minhas desiluções amorosas.Mais hoje vo conta a historia de um filme que assisti ontem, My Blueberry Nights; Elizabeth depois de uma decepção amorosa, onde tem que ver "seu" namorado com outra começa a frequentar a cafeteria de Jones, lugar aonde era frequentando pelo mesmo. Jones guarda dentro de um pote várias chaves, nas quais cada pessoa que passava ali deixava uma para ser entregue a alguma outra justamente por motivos de desilusões ou desentendimento.; e cada chave que ali ficasse seria uma "porta" fechada, e mesmo que talvez voltassem para buscar as chaves talvez fosse tarde demais." Eram sim chaves concretas, mais consegue ver o fudamento das chaves com sentimento? Elizabeth começa a frequentar diariamente a cafeteria, e sempre com o mesmo pedido. Ate que um dia decidi sair em uma jornada sem rumo, em busca de algum significado para superar a sua dor e encontrar o seu verdadeiro amor... No caminho acaba conhecendo pessoas que vão trazendo novas histórias novos conflitos. Um policial que mesmo depois de ser abandonado por sua esposa, ainda acredita no amor entre eles, e ainda acredita que ela seja dela, ela por acaso não lhe da o minino valor.Ate que ele morre e então ela ve e reconhce o quanto ele era importante para ela! E então é necessario as pessoas morrerem e sumirem da sua vida pra sempre pra então poder perceber o quão és importante na vida delas? Nessa jornada Elizabeth manda postas a Jones, que sempre arranja umjeito de encontra-la, mais sempre sem sucesso! Quando ela volta la esta posto o prato com os talheres dela, como se nunca tivessem sido tocados. Depois de um ano mais ou menos, ele ainda não a esqueceu, e amor que sentia por ela permaneceu ali intacto.
Percebes então, que não é o tempo, a distancia ou seja la o que for, nada muda o verdadeiro amor! Tudo supera, tudo suporta! Ou talvez não, seja apenas filme! Ficção. De volta aminha realidade!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Ate que ponto?



"Me fizeram a seguinte pergunta hoje "Ate que ponto você mudaria por alguém?". E lhes faço a mesma pergunta, qual seria o limite para ir e digamos que se modificar por alguém. Vale a pena? Arriscar, largar tudo sem saber do destino, sem saber se daria certo ou não? Você mudaria de cidade, ou ate mesmo de país para ficar junto de alguém que você nunca viu, nunca tocou. Esses amores da tecnologia. É talvez eu chegaria ao meu limite de mudanças, por alguém, claro que tudo depende da intensidade do amor, e será que existiria amor, por pessoas que nunca se viram, nunca se tocaram? Aquele negocio de amor a primeira vista, ah tudo aquilo não deixa de ser um conto de fadas digamos que quase perfeito no mundo real, é lógico que cada um tem a sua tampa da panela.Você ja tem a sua? E se tem o que faria por ela(e)? Mudaria seu destino, seus sonhos, sua vida por ela(e)? É uma pergunta um tanto quanto forte. Chego a conclusão de que cada um tem o seu extremo, o seu limite, mais passaria ate mesmo disso por amor? Mais e então se você fizer tudo largar tudo, e nada der certo? Ah com certeza vai ser mais um daqueles desacreditados do amor, assim como eu sou agora, ou talvez não. Talvez você acredite que tudo o que fez por alguém, outra ou ate mesmo essa pessoa ira lhe dar tudo em troca! Mais e se ficar por isso, imagine-se em outra cidade sem conhecer ninguém, sozinho e ainda a pessoa quevocê acreditou ser sua metade, não era nada daquilo que você esperava, e ai? Brigou com seus pais para sair de casa, deixou os amigos, aquele bom emprego no qual o seu chefe sempre lhe chamava para ir tomar uma cerveja e jogar conversa fora! E ai? O que você faria. Sabe, ao ponto que estou agora deixaria sim, tudo, viveria intensamente, cada momento, nem que seja por um dia, um mês ou sei la a vida inteira, quem é que pode saber das coisas sem antes testa-las e experimenta-las, quem pode dizer que não vai dar certo? Você tentou? Não, não tentou então vai la lute, corra atras mesmo, deixe tudo se você acredita que é amor,não deixe que outro lhe tome o lugar! Faça por merecer daquilo que é seu. E tudo aquilo que você deixou para trás se não der certo, levante a cabeça, reconstrua em um lugar diferente ate mesmo,,afinal a vida é feita disso não é? De escolhas que nem sempre dão certo, ou de escolhas que nem sempre são certas.De erros, que se não o cometermos nunca, não vamos dizer eu tentei!Se não deu certo vai la tenta dinovo, começa dinovo! A vida não termina por causa de um erro.E mesmo que você erre, milhões,zilhões de vezes, não tenha medo de recomeçar temsempre alguém por mais longe por mais distante que esteja que te deseja e que com toda a certeza um dia vai estar nessas suas quedas, nesses seus erros para tentar te ajudar a não errar mais, e então você encontra o seu lado certo!Não digo que não cometeras erros, porque és ser humano, e todo ser humano comete erros! Feliz, ou melhor infeliz seja aquele que nunca cometeu erros, para depois poder fazer o melhor, levantar a cabeça e dizer eu consegui!
Mais vejo ainda mais, o que lhe faz mudar a sua vida, ate mesmo isso errar e acertar não ve ai uma mudança? Talvez mudar sua historia, mudar tudo seja a mais concreta prova de amor.Ou então apenas mais um erro."

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

"Palavras.Promessas.Medos.Conquistas.Planos.Vitórias.E tudo começa com uma taça de vinho sobre a mesa,uma mensagem "O que você esta fazendo? Sinto sua falta". Não ela não poderia responder nem ceder a sua vontade de te-lo em seus braços, por maior que fosse a vontade de apenas olhar para ele e sentir o quanto o amava, o quanto o desejava! Sentou novamente a mesa degustou suavemente o vinho... duas batidas na porta, levantou e quando abriu a porta não quis acreditar! Ele estava ali diante dos olhos dela, sem atitude fiquei ali parada, parecia que seus braços nao faziam o que ela pensava ou entao sabe-se la o que ela estava pensando, parecia de mentira nao poderia ser ele! O que ele estaria fazendo ali? depois de tanto tempo. Com aquele sorriso lindo ele disse um "oi" um tanto quanto timido e do tipo sera que eu poderia estar aqui? E entao parece que seus braços realmente fizeram o que ela queria, o que ela tanto esperava a meses, o abraçou, e sem que ela percebesse la estavam as lagrimas novamente, fazia tempo que elas nao vinham molhar nos seus olhos. Sem jeito pediu para que ele entrasse. Lhe ofereceu uma taça de vinho e juntos se sentaram diante da tv. sem nada a dizer. Ela o olhou por alguns instantes, caramba quantas coisas estavam passando em sua cabeça naquele momento, nem ela tinha conciência do que pensava do que fazia. Tentou agir naturalmente, conversaram por horas a fio, assuntos que não tinham sentido alguma, mediante aquilo! Ele contava de uma viajem que havia feito, todo feliz, tão empolgado. Ela apenas o admirava, como era lindo, como era bom ter ele ali, ouvir ele contar de suas coisas, de suas consquistas, suas descobertas.Ele era realmente incrivél.Tudo bem que ela não prestou atenção em nenhuma palavra que ele disse, apenas o admirava o sentia!Pode sentir o sangue percorrendo suas veias ate chegar em seu coração e sentir a cada pulsação o quanto aquilo a deixava feliz! Então ele parou de falar, e fez alguma pergunta, assutada disse "ham?" , com uma cara de triste ele disse "você não estava prestando atenção em nada do que eu estava falando não é?", como prestar atenção? se ela estava em ecstase! Ficaram em silêncio por alguns instantes, devegar pode sentir a respiração dele um pouco mais forte e mais perto do rosto dela,suavemente tocou seu lábios! Sem que fosse por vontade própria , entrelaçou seus dedos entre o cabelo dele, e apenas deixou se levar pelo momento.Pudia sentir tudo naquele momento, era como se fossem feitos um para o outro, assim como as estrelas para o ceú, assim como o mar para o rio! Se encaixavam perfeitamente, milimetricamente. E por mais que ela não quisesse pensar nisso ela ainda sentia que ele era dela. Mais por quanto tempo, talvez por aquela noite e talvez simplesmente iria sumir como das outras vezes? Ou então dessa vez seria para sempre,não pra que pensar no sofrimento de amanhã se poderia sentir a alegria, a tristeza, a dor, o desejo, todos os sentimentos naquele instante! Dane-se o que acontecer amanhã o que ela queria era aproveitar o momento, a sua hora, a hora dele, ou melhor a hora deles!"

domingo, 14 de fevereiro de 2010

chegue a tempo de salvar!

"Eu escrevo teu nome nessas pedras, que vou jogando por onde passo. No fundo, espero que você me siga, mas não tenho coragem de pedir, seria infantil da minha parte. Aí, tem gente que vem, sem nem ser chamado, sem nem se importar com o fato do nome escrito ali, ser outro. As pessoas não ligam para essas pequenezas,sabe?Eu ligo. Ligo pra tudo. Sou mais de detalhes, que do todo. Sempre fui. O fato é que fico olhando pra trás pra ver se você tá vindo e já tropecei umas quantas vezes. Esses dias mais. Isso porque não sinto teu cheiro no ar, não ouço o teu riso passeando pelas horas. E sinto falta. E sinto um quase-medo. Embora, não tenha a menor idéia de quê. Sabe quando você pressente o monstro no escuro, mesmo sem poder vê-lo? É assim. Não sei se você entende, não sei se alguém entende e, realmente, não me importo. Não me importo mais com um monte de coisas. Dos benefícios do tempo. Hoje, parei e sentei bem aqui na beira desse rio que me atravessa. Só pra te pensar bem forte e te fazer sentir amor do lado de lá. Sim, porque você ainda não atravessou a ponte, bem sei. Mas, ando me sentindo fraca e cansada. Tenho andado demais, jogado pedras demais, esperado demais e você não me alcança. Talvez, seja melhor mergulhar e afogar os pensamentos. Espero que você consiga chegar a tempo e salvar os mais bonitos."


"Nunca imaginei que fosse assim tão vazia uma casa sem anjo" Clarice L.

sábado, 13 de fevereiro de 2010


"Desculpas na maioria das vezes não resultam em nada. Mas e se as minhas desculpas forem as mais sinceras? Você me desculparia e acreditaria que eu quero ficar contigo até o fim da minha vida? Que eu quero continuar olhando pra você, até meus olhos fecharem eternamente? Que eu quero acreditar que o seu sorriso é o mais lindo por minha causa, e que, por mais que isso tudo seja uma mentira, eu te amo?"

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

ela não é desse mundo



"O que ela quer é falar de amor. Fazer cafuné, comprar presente, reservar hotel pra viagem, olhar estrela sem ter o que dizer. Quer tomar vinho e olhar nos olhos. Ela quer poder soprar o que mora dentro, o que não cabe, que voa inocente e suicida. Ela quer o que não tem nome. Quer rir sem saber de quê, passar horas sem notar, quer o silêncio e a falação. Ela quer bobagem. Quer o que não serve pra nada. Quer o desejo, que é menos comportado que a vontade. Ela quer o imprevisto, a surpresa, o coração disparado, o medo de ser bom. Quer música, barulho de e-mail na caixa, telefone tocando. Ela tem muito e quer mais. Quer sempre. Quer se cobrir de eternidade, quer o oxigênio do risco pra ficar sempre menina. Ela quer tremer as pernas, beijo no ponto de ônibus e a milésima primeira vez. Quer cor e som, lembrança de ontem, sorriso no canto da boca. Ela quer dar bandeira. Quer a alegria besta de quem não tem juízo. O que ela quer é tão simples. Só que ela não é desse mundo."
"-Não tenha medo - murmurei. - Nós pertencemos um ao outro.
De repente fui dominada pela verdade de minhas palavras.Aquele momento era tão perfeito, tão certo, que não havia dúvidas.
Seus braços me envolveram, apertando-me contra ele (...)
Ei tinha a sensação de que cada terminação nervosa do meu corpo era um fio desencapado.
-Para sempre - condordou ele."


Amanhecer -Stephenie Meyer

Ps.
esse é com toda a certeza um dos livros mais lindos da série crepúsculo. E encantador o amor acima de tudo! Vale a pena ler

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

fique bem, meu bem!



"Eu só queria que você soubesse que há um espaço aqui no peito no qual você ainda vive e caminha comigo, a cada passo trocado pelas calçadas de um caminho só. Ainda lembro e dou risada de quando a gente apontava para as pessoas na rua e ria com aquelas piadas que só a gente entendia, ditas, às vezes, em sussurro ou em um silêncio consentido. Não esqueço aquela conversa em que descobri tanto sobre você debaixo daquela árvore em um ponto, agora vazio, da cidade. Há dias em que sinto o seu cheiro, e há noites em que você me visita em sonhos.Com você, com nós, era tudo tão feliz sem nenhum esforço. Eu só queria que meus dias não soubessem que entre nós há um tempo ainda sem nome que se encarregou de me separar de você. Mas, sem tristeza, sem dores, sem culpas. Que triste seria a vida se eu pelo menos não tivesse te conhecido, se agora além da ausência eu não tivesse nem a boa lembrança.Portanto haverá um dia, haverá um jeito de se curar todo esse medo, todo esse vazio que eu sei que de vez em quando você sente. Eu quero que a cada momento em que você sentir dúvida, você feche os olhos e sinta o vento. Eu quero que o vento lhe sopre sonhos bons e lhe leve bem rápido para onde seu coração lhe guiar, para onde você quiser ir. Não precisa hesitar, pode acreditar, essa noite eu dispensei o acender de velas para pedir pelos seus sonhos. Eu desejei ao universo que ele acendesse o sol em sua intenção, por isso, toda vez que o sol brilhar lembre-se que há uma chama em seu nome brilhando todos os dias, então, quando os sonhos sumirem e tudo parecer escuro, por mais que a esperança se vá, o sol sempre voltará a brilhar por você, só por você. Aquele tempo em que vivemos juntos não existe mais, mas ele pode reviver sempre que quiser e lembrar de mim. Sim, meu anjo, foram-se os tempos bons, mas nada impede que comecem agora os tempos maravilhosos. Fique bem, meu bem."

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

"eu só quero te abraçar bem forte, fechar os meus olhos e sentir como se esse momento jamais fosse acabar. Você não acredita que eu sonho com isso todas as noites? Ou só continua fingindo como se não soubesse que é você de quem eu gosto? Eu quero trazer você pra mim, e passar todos os momentos que eu já planejei ao seu lado, já sonhei todos os minutos com você, já imaginei tudo. Quero meu futuro com você, do jeitinho que eu sei que só com você daria certo, porque eu sei que te amarei até a última batida do meu coração. Eu só preciso sentir você aqui comigo, sentir o cheiro do seu perfume na minha roupa, dormir sentindo o seu toque em mim e mais uma vez sonhar com você com a certeza de que um dia todos esses sonhos serão verdade, e que nada do que passamos foi em vão."

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010


"E aqui estou novamente talvez não por escolha mas por opção, talvez não por vontade propria mas forçada! E pensar que talvez seria um sonho. Sonhos não existem. Mas seria simples assim deixar de acreditar em sonhos? Os meus sonhos, os seus sonhos, os nossos sonhos! É sonho ate pode existir, mas como a palavra mesmo são apenas sonhos e que de acordo com o que sabe, ao meu ver seria a realização dos deprimidos. Sonhos são demonstrações da realidade do inconsciente. Os sonhos não porque queremos mais são de vontade própria. Mas matar ao sonho? seria como matar, arrancar algo que lhe faça sentir prazer, te tirar o mundo em que poderia acreditar. Não sonhar, ah seria inevitavél! Por quantas vezes você não parou hoje mesmo e ficou viajando? E entao você estava pensando alto? Estava sonhando, talvez com desejos, talvez com medos, ou sei la pelo simples fato de poder imaginar algo que lhe traga pelo menos um momento de felicidade! Felicidade mental.
Mais ate quando a sua felicidade mental, você sente que nunca vai passar disso. Ai voce tenta deixar de sonhar, deixar de acreditar. Não precisaria acreditar neles, a partir do momento em que me vejo em total desprezo! Ah mais que que eu estou falando de sonhos? Vida nenhuma é um conto de fadas, e com certeza a minha não é também! Mais ta eu confesso que não deixo de acreditar no meu conto de fadas, o conto de fadas que talvez não cedo tenha o final feliz! Quando você acredita, mais so acredita que vai ter o final. Mais não não é o final feliz! E sim o pior que poderia ter e então não é conto de fadas? É conto de que de pesadelos? Conto de fadas nos remete as sonhos, sonhos bons, com coisas que ate podem ser ruins, mais que no final é sempre algo bom para acontecer; Quando o mocinho sempre salva a princesa, e entao eles vivem felizes para sempre! Acredito que sim, que toda mulher tenho o seu mocinho heroí, e que ainda toda mulher tem dentro de si uma princesa! Princesa :~
Ah chega dessa baboseira, não faz mais parte do meu mundo mesmo. Meus sonhos acabaram.Agora o que me faz parte é a solidão! So espero que esteja bem!

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

por quantas vezes?



"Quantas vezes você estava com alguém e sua cabeça não estava ali? E quantas vezes no momento em que não pôde sentir esta pessoa em seus braços, sentiu sua falta? Você já parou pra pensar no que machuca mais: fazer algo e desejar que não tivesse feito, ou não fazer e desejar que tivesse? Você já teve medo de começar um relacionamento? Medo de não ser a hora ou a pessoa certa? Seu coração não escolhe quem amar, e faz por conta própria, quando você menos espera, ou mesmo quando você não quer. Quantas vezes você deixou passar momentos importantes que não voltam mais? Quantas vezes você quis esquecer uma história ou alguém, que permaneceu na sua cabeça por um tempo longo? Você já se sentiu sozinho mesmo cercado de um monte de pessoas? Ou já beijou alguém que fez a multidão sumir? Você já passou um dia sentindo muitas saudades do que viveu?Você já viveu uma situação tão boa e feliz que até deu medo de tudo ser muito passageiro? Alguma vez você passou por cima do seu orgulho pra correr atrás do que queria? Inventou apelidos carinhosos para algumas pessoas e só chama elas por eles? Você já viu a força que tem, quando apostou todas as suas fichas em algo que acreditava e perdeu? Quantas vezes uma pessoa a quem você não dava nada, foi o primeira a te ajudar? E quantas vezes aquela que você mais esperava gratidão, te deu às costas e te decepcionou sem você nunca saber o porque? Você já se achou bobo, ridículo, por insistir em algo que não valia a pena? Teve algum dia que você acabou ficando com alguém apenas pra não ficar sozinho? Você já passou por um dia em que tudo deu errado, mas no final aconteceu algo maravilhoso? E também já aconteceu algo em que tudo deu certo, exceto pelo final que estragou o que parecia perfeito? Você já chorou porque lembrou de alguém que amava e não pode viver intensamente isso com essa pessoa? Você já reencontrou um grande amor do passado e viu que ele mudou e que tudo também faz outro sentido pra você? Para essas perguntas existem muitas respostas. Mas o importante sobre elas não é a resposta em si, e sim o que sentimos em cada uma dessas situações. O sentimento e as lembranças que ficam de cada história. Todos nós erramos, julgamos mal, somos bons e somos cruéis, amamos, sofremos, tivemos momentos alegres e outros às vezes tão tristes. E todos um dia não tiveram coragem e hoje se arrependem, ou não. Todos já fizeram uma coisa quando o coração mandava fazer outra. Então qual a moral disso tudo? Vá à luta! Antes que seja tarde! Bola pra frente! Não continue pensando nas suas fraquezas e erros. Daqui por diante, faça um acordo consigo mesmo e lute! Não abaixe a cabeça! Faça tudo que puder pra ser feliz hoje. Releve. Esqueça. Não deite com mágoas no coração. Não durma sem fazer ao menos uma pessoa feliz. E comece com você!"

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

calma, vai passar...

"Olhe não fique assim não,vai passar.Eu sei que doí. É horrível.E eu sei que parece que você não vai aguentar, mas aguenta. Sei que parece que vai explodir, mas não explode. Sei que dá vontade de abrir um zíper nas costas e sair do corpo porque dentro da gente, nesse momento, não é um bom lugar para se estar.(Fernando Pessoa escreveu, num momento parecido, "hoje não há mendigo que eu não inveje só por não ser eu"). Dor é assim mesmo, arde, depois passa. Que bom. Aliás, a vida é assim: arde, depois passa. Que pena. A gente acha que não vai agüentar, mas agüenta: as dores da vida.Pense assim: agora tá insuportável, agora você queria abrir o zíper, sair do corpo, encarnar numa samambaia, virar um paralelepípedo ou qualquer coisa inanimada, anestesiada, silenciosa. Mas agora já passou. Agora já é dez segundos depois da frase passada. Sua dor já é dez segundos menor do que duas linhas atrás.Você acha que não, porque esperar a dor passar é como olhar um transatlântico no horizonte estando na praia. Ele parece parado, mas aí você desvia o olho, toma um picolé, lê uma revista, dá um pulo no mar e quando vai ver o barco já tá lá longe. A sua dor agora, essa fogueira na sua barriga, essa sensação de que pegaram sua traquéia e seu estômago e torceram como uma toalha molhada, isso tudo – é difícil de acreditar, eu sei – vai virar só uma memória, um pequeno ponto negro diluído num imenso mar de memórias. Levante-se daí, vá tomar um picolé, ler uma revista, dar um pulo no mar. Quando você for ver, passou.Agora não dá mesmo pra ser feliz. É impossível. Mas quem disse que a gente deve ser feliz sempre? Isso é bobagem. Como cantou Vinícius: "É melhor viver do que ser feliz". Porque pra viver de verdade a gente tem que quebrar a cara. Tem que tentar e não conseguir. Achar que vai dar e ver que não deu. Querer muito e não alcançar. Ter e perder.Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e dizer uma coisa terrível, mas que tem que ser dita. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e ouvir uma coisa terrível, que tem que ser ouvida. A vida é incontornável. A gente perde, leva porrada, é passado pra trás, cai. Dói, ai, eu sei como dói. Mas passa.Tá vendo a felicidade ali na frente? Não, você não tá vendo, porque tem uma montanha de dor na frente. Continue andando. Você vai subir, vai sentir frio lá em cima, cansaço. Vai querer desistir, mas não vai desistir, porque você é forte e porque depois do topo a montanha começa a diminuir e o unico jeito de deixá-la pra trás é continuar andando.
Você vai ser feliz.
Tá vendo essa dor que agora samba no seu peito de salto de agulha? Você ainda vai olhá-la no fundo dos olhos e rir da cara dela. Juro que tô falando a verdade. Eu não minto. Vai passar.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010


Um dia a maioria de nós irá separar-se. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, das descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que partilhamos. Saudades até dos momentos de lágrimas, da angústia,das vésperas dos finais de semana, dos finais de ano, enfim,do companheirismo vivido. Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre. Hoje não tenho mais tanta certeza disso.Em breve cada um vai para seu lado, seja pelo destino ou por algum desentendimento, segue a sua vida. Talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe..nas cartas que trocaremos. Podemos falar ao telefone e dizer algumas tolices. E então, os dias vão passar, meses,anos... até este contacto se tornar cada vez mais raro. Vamo-nos perder no tempo... Um dia os nossos filhos verão as nossas fotografias
e perguntarão: "Quem são aquelas pessoas?" Diremos que eram nossos amigos e isso vai doer tanto! "Foram meus amigos, foi com eles que vivi os bons anos da minha vida!"

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

"E lá estavam eles novamente, tentanto, aquele amor que ninguém saberia explicar. Apenas eles.Quantas vezes ele a deixou? Quantas vezes ela o deixou? Inúmeras, perdiam a conta de quantas ja tentaram começar! E na ânsia de acertar, talvez erravam pela maneira de começar, sem conversar, sem se entender. Seria indepente de tudo, de todos os erros de todas as vezes, seria independente do que falavam, do que pensavam, e do que fariam. Quantos não tentaram destruir, e quantos ainda vão tentar? Quantas vezes destruiram? Ah não, sera que realmente eles acreditaram que destruiram? Sim, estariam completamente enganados em pensar que houvesse alguma forma de destruir esse sentimento. Sentimento bom, que lava a alma, sentimento que não é necessário de palavras, é so olhar nos olhos para poder ver a verdade que existe na alma, no coração! A verdade do amor que cada um trás consigo, que cada um trás no olhar, no coração! E por isso sempre vão tentar, mesmo que por essas se machuquem. E daí? Eles se amam, e esse amor eles sabem que é indestrutivél, ou pelo menos acreditam que seja! Mais com certeza não sera qualquer tempestade que irá abalar o pôr-do-sol deles, e a verdade do coração apaixonado que cada um tem em si!"



"Busquei quem sou. Você pra mim mostrou, que eu não sigo sozinha neste mundo"

O Teatro Mágico - Cuida de mim

sábado, 30 de janeiro de 2010

e o sonho acabou.


"Go away! Out of my way. I don't want to see you, much less talk to you"
Poderia ter dito qualquer coisa, mais foram exatamente com essas palavras, em tom arrogante! E tudo aquilo que foi dito? love, forever, family.lies lies and more lies! É todo mundo erra, ou não? Somos seremos humanos, fracos, insensíveis, inúteis, convardes, invejosos. Mais e ai, quem nunca errou atire a primeira pedra! E impossivél né? Quantas vezes você errou com seus pais, no trabalho, na escola, na faculdade? Quantas foram as vezes que você cometeu erros? Não da pra colocar tudo uma folha, ou explicar não é? Pois ai esta o verdadeiro ser humano imperfeito! Não existe pessoas perfeitas, nem pessoas bonitas ate podem ser bonitas fisicamente, mais conversou com elas, o que elas acrescentaram a você? Claro que existe pessoas bonitas e que nao são futeis, mas ainda assim elas não são perfeitas! A perfeição passa longe do ser humano.
E quem poderia julgar a quem? Existiria coisas imperdoaveis? Nada é imperdoavel para aquele que realmente sente, que realmente sabe do que quer, por mais que doa, por mais que o faça sofrer. No fundo você sabe que vale a pena, que mediante todos os erros vale a pena tentar!
Quantas chances não foram dadas a aqueles que erraram? Quantas chances ja deram a você?
Mais dessa vez eu falo que foi eu quem errou, errei em tudo talvez ja saiba o que seria ou o que teria de ser! E como queria de volta, mas orgulhosamente o ego fala mais alto.O erros se tornam imperdoáveis.E amor? Ah o amor quantas vezes achamos que estavamos amando e na verdade era aquela paixão de duas ou três semanas? Mais ai quando aparece aquele amor de verdade que você sente que é muito além de qualquer coisa, que você sabe que aconteça o que acontecer nada vai mudar. E ai quando se tem a mais absoluta certeza de que seria para sempre, um fracasso desmorona tudo! Mais e o amor? não seria ele capaz de reconstruir? Ah quem sou eu para falar de amor? Sendo que eu mesma acabo com tudo, mais amor não acaba! Não digo que nao se passe por altos e baixos afinal quem vive mil maravilhas a vida intera? Mas eu sei que o amor é sinto algo bem mais forte que manda em nosso ser, que enxe nossa alma, que faz com que tudo seja bom! Pelo amor de Deus quão tola estou sendo aqui falando de amor e de verdades... isso são para os fracos. sim, eu sou fraca, não faz ideia do quanto, sou inútil, hostil, arrogante, sou mal amada. Eu não amo. Não existe amor!Enganar a quem? se já é explicito, se eu amo mais do que a tudo,e não existe amor? Se agora que realmente o encontrei mais o perdi, simplesmente por isso, por erros, arrogancia, palavras, gestos, tudo isso e mais talvez!
Estaria sendo hipóocrita ao dizer que o sonho acabou, posso pensar que acabou no fisico. Mas eu sei que dentro de mim esta mais vivo do que qualquer outra coisa. O sonho não acabou, e esta apenas começando! "





"O que nunca pensei é que pudesse ser assim tão vazia uma casa sem um anjo..."

Caio F.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

sonho de uma flauta


"Nem toda palavra é aquilo que o dicionário diz
Nem todo pedaço de pedra se parece com tijolo ou com pedra de giz
Avião parece passarinho que não sabe bater asa
Passarinho voando longe parece borboleta que fugiu de casa
Borboleta parece flor que o vento tirou pra dançar
Flor parece a gente pois somos semente do que ainda virá
A gente parece formiga lá de cima do avião
O céu parece um chão de areia parece descanso pra minha oração
A nuvem parece fumaça tem gente que acha que ela é algodão
Algodão as vezes é doce mas as vezes é doce não
Sonho parece verdade quando a gente esquece de acordar
E o dia parece metade quando a gente acorda e esquece de levantar
Ah e o mundo é perfeito e o mundo é perfeito
E o mundo é perfeito
Eu não pareco meu pai nem pareco com meu irmão
Sei que toda mãe é santa mas a incerteza traz inspiração
Tem beijo que parece mordida tem mordida que parece carinho
Tem carinho que parece briga tem briga que aparece pra trazer sorriso
Tem sorriso que parece choro tem choro que é por alegria
Tem dia que parece noite e a tristeza parece poesia
Tem motivo pra viver de novo tem o novo que quer ter motivo
Tem aquele que parece feio mas o coração nos diz que é o mais bonito
Descobrir o verdadeiro sentido das coisas
É querer saber demais querer saber demais

Sonho parece verdade

Quando a gente esquece de acordar

O Teatro Mágico - Sonho de uma flauta

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

"Muitas vezes as pessoas são egocêntricas, ilógicas e insensatas.
Perdoe-as assim mesmo.
Se você é gentil, as pessoas podem acusá-lo de egoísta, interesseiro.
Seja gentil, assim mesmo.
Se você é um vencedor, terá alguns falsos amigos e alguns inimigos verdadeiros.
Vença assim mesmo.
Se você é honesto e franco as pessoas podem enganá-lo.
Seja honesto assim mesmo.
O que você levou anos para construir, alguém pode destruir de uma hora para outra.
Construa assim mesmo.
Se você tem Paz, é Feliz, as pessoas podem sentir inveja.
Seja Feliz assim mesmo.
Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante.
Dê o melhor de você assim mesmo.
Veja você que no final das contas, é entre você e Deus.
Nunca foi entre você e as outras pessoas.

Madre Tereza de Calcutá

domingo, 24 de janeiro de 2010


"Antes de você Bella, minha vida era uma noite sem lua.
Muito escura, mais haviam estrelas - pontos de luz e razão...
Ai você apareceu no meu ceú como um meteoro.
De repente, tudo estαvα pegαndo fogo; hαviα brilho, hαviα belezα. "

Edward Cullen - Nem moon

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

"Quando se é criança qualquer coisa pode te encantar.
Bolha de sabão ou uma mangueira formando
um arco-íris sobre a grama parada.
Acho que crescer significa que fica cada vez mais difícil
encontrar alguma coisa que possa encantar você como antes.
A única vez que vejo os adultos com a mesma expressão no rosto
é quando estão apaixonados."

Allie - Taken

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010



"Cuidado com os olhares de quem não sabe lhe amar...
eles costumam lhe fazer esquecer que você vale à pena...'"

Pe. Fábio de Melo



"Dentro o arco-íris tem endereço de morada. Enquanto o desassossego mostra sua cara feia, la vem o sorriso de sete cores no peito. Trazendo brisa e colorido no dia. Sete dons divinos fazem morado no peito. A pomba. O espírito. Verde em forma de esperança renasce nos olhos em forma de paz. Amadurece. Suspira. O coração agredece. As palavras que segurei pra não soltar. oltaram-se. Agradeço. Vejo a estrela-guardiã no céu ainda ensolarado. Ela não descuida dos meus passos e junto do arco-sorridente-colorido ascendem meu caminho, das pedras até as nuvens. Voo rasteiro sobre plantações sem rega. Um voo razante numa plantação cinza, passo perto, mas nunca pouso"

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

"Precisode alguém que me olhe nos olhos quando eu falo ;Que ouça as minhas tristezas e neuroses com paciência. E, ainda que não compreenda, respeite os meus sentimentos ;Preciso de alguém, que venha brigar ao meu lado sem precisar ser convocado;Alguém amigo o suficiente para dizer-me as verdades que não quero ouvir, mesmo sabendo que posso odiá-lo por isso;Nesse mundo de céticos, preciso de alguém que creia, nessa coisa misteriosa, desacreditada, quase impossível:a amizade;Que teime em ser leal, simples e justo,que não vá embora se algum dia eu perder o meu ouro e não for mais a sensação da festa;Preciso de um amigo que receba com gratidão o meu auxílio, a minha mão estendida. Mesmo que isto seja muito pouco para suas necessidades;Preciso de um amigo que também seja companheiro, nas farras, nas guerras e alegrias, e que no meio da tempestade,grite em coro comigo: "Nós ainda vamos rir muito disso tudo" e ria muito ;Não pude escolher aqueles que me trouxeram ao mundo, mas posso escolher meu amigoE nessa busca empenho a minha própria alma pois, com uma amizade verdadeira, a vida se torna mais simples, mais rica e mais bela"
Charles Chaplin

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

nao era um sonho!


"Quando acordou pela manhã nem imaginava o que a esperava durante o dia...fez a mesmas coisas de sempre levantou tomou banho, tomou café e como sempre ja estava atrasada foi para o trabalho, as mesmas coisas como se fosse apenas mais um daqueles dias tristes e solitarios que havia passado a algumas semanas, será que essa dor nunca iria passar? Ela ja não aguentava mais. E ainda mais hoje estariam completando 2 anos! Ah ela não queria pensar nisso, queria ser feliz, mais desde que ele se foi nunca mais viu a felicidade, nem sabia mais o que era isso!
Ja havia dado a hora de sair para almoçar, foi naquele restaurante de costume, e lembrou de quando ele sempre a acompanhava, novamente a tristeza, sentou na mesa de canto olhou o cardápio umas tres vezes, e escolheu o msm prato, aquele que ele gostava!Abriu o notebook e continuo algumas coisas do trabalho quando ouviu seu celular tocar, não ela não acreditou quando olhou na bina aquele nome! Atendeu meio que gaguejando. Ah como era bom ouvir aquela voz, seu coração bateu mais forte, sua mão suou frio, sentiu um leve arrepio! Era ele novamente, falou com uma voz rouca era incrivel como a voz dele era apaixonante "Você tem algum compromisso para hoje?" ela parecia estar anestesiada demorou alguns segundos para responder "Não, não tenho nada marcada" cuspiu as palavras de forma que nao parecia que era ela quem estava falando; e então ele disse "Vamos jantar comigo hoje a noite?", ah a quanto tempo ele não a ligava, a quanto tempo ele não a chamava para fazer nada, "Vamos sim".
Ela voltou para o serviço desnorteada, quem disse que conseguiu fazer alguma coisa direito, realmente ela estava no mundo da lua. Ouviu alguem a chamando olhou mais ah nao importava, ele havia voltado!E aquela hora não chegava...18h finalmente acabou aquela tortura, de estar na empresa mais ainda assim nao estava!
Foi para casa tomou um banho, colocou o vestido que ele adorava, ajeitou o cabelo.e o interfone tocou, tentou manter a compostura, mais era tao mais forte que ela, não ela precisa se segurar dar a braço a torcer logo ela que era tão orgulhosa!Sim ela daria o braço a torcer, não era ela em si que escolhia isso e sim o que ela sentia por ele! Ele a levou naquele restaurante que ele havia a pedido em namoro, a exatemente 2 anos atrás, qual era a intenção dele com tudo isso? Deu uma risada por dentro e pensou "Ele vai voltar!"
Puxou a cadeira para ela, ela ainda meio que envergonhada se sentou... Ele pediu um vinho, perguntou como ela estava, calaram por alguns instantes e em seguida ele olhou bem nos olhos dela e disse "Eu sinto tanto a sua falta". Não era sonho né? Ele nao estava falando serio, entao porque sumiu? Porque a deixou assim sem mais nem menos? Segurou a mão dela e deu um beijo, ela sorriu. Conversaram a respeito da vida, como ela sentia falta daquele sorriso, das conevrsas que nunca acabavam!
Quando ele fooi a levar de volta, deu um beijo em seu rosto, ela ainda com receio "Não quer entrar?", "Se não for atrapalhar você", "De forma alguma"... Eles entraram, ediria em questão de segundos estavam como sentiam falta um do outro! Estava escrito nos olhos dele que ele a amava e que não saberia viver sem ela!E Ela tb daria tudo por ele!
Quando acordou pela manhã, deve medo de abrir os olhos e pensar que o que havia passado naquele noite era tudo mentira, mais quando sentiu a mão dele em seu cabelo, e o calor do seu peito em seu corpo, teve a certeza de que não era um sonho, e sim a melhor realidade que poderia existir! Como ela o amava!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

True Love

"Ja faziam mais de uma que ele tinha ido embora, ela ja estava praticamente se conformando com a perca do amor de sua vida, pegou algumas fotos e cartas sentou na cama, leu e sentiu saudades, lembrou de algumas coisas que haviam passado juntos, e sentiu tanta saudade... Talvez se pudesse dar um jeito de resolver as coisas, ou talvez reencontra-lo, mais foi tão de repente, parecia tudo estar tão bem e assim do nada ele some novamente? Era demais para ela, ela sabia que seria necessario esquece-lo, mais a vontade de ama-lo e de te-lo em seus braços era bem maior do que a necessidade de deixa-lo, ela não sabia o porque, mais sabia que não era hora de esquece-lo e que ele ainda voltaria como prometera fechou os olhos, e de alguma forma voltou no momento em que ele se foi e disse "Eu vou voltar pra você, me espera! E quando voltar você vai ser minha e todos os nossos sonhos e planos serão realidade, e ai sim vamos poder ter tudo como sempre imaginamos!Eu prometo que vou volter, eu te amo!". Ela abriu os olhos e percebeu que seu rosto estava encharcado de lágrimas...
Tocou uma, duas, três... caixa postal!Ela já não aguentava mais, ja era a quarta vez que ligava naquele dia, fora as outras tentativas nos outros dias, porque ele não retornava suas ligações? Passou por sua cabeça uma leve possibilidade ele teria arranjado outra? Mais e os planos, e as promessas? Acabaram assim do nada, seria tudo mentira? Resolveu entrar no msnquem sabe ele nao estaria la, é novamente nada,o orkut apenas algumas coisas que deveriam ser desnecessárias mais que a deixaram ainda mais triste, chateada e brava, mais nem sinal dele! Pensou em ligar novamente, mais caramba quantas vezes ja havia ligado durante o mês inteiro, e ele nada nem um email, nenhuma mensagem, nenhum retorno de ligação nada...A unica coisa que veio em sua cabeça "que se dane" ah mais ela sabia que seria impossivél... Tentou achar alguma coisa na tv para ver se passava o tempo e esquecia, das situações ocorridas mais nada adiantou.Pegou o livro mais nao conseguiu prestar atenção nas palavras que lia...
Uma batida no portão, achou ruim mais foi ate la para ver quem era,abriu a porta... não acreditou quando viu, sim era ele mais lindo do nunca e ele havia voltado... Ela não tinha atitudes, não sabia o que fazer, se o abraçava, se chorava, se sorria, ou se brigava com ele pela falta de contato.Ficou ali parada, sem qualquer atitudes, simplesmente indignada!Mais ele teve, parecia que tudo se acertava agora, não havia mais problema algum, pois agora ele estava ali, ao seu lado como prometera!Deu um beijo demoroda nela, e ela sentiu as lágrimas molharem o seu rosto... Olhou nos dele "Porque você fez isso comigo? Porque você sumiu? Achei que não voltaria nunca mais!"
Ele sorriu."E você acreditou que eu não voltaria? Não existe vida sem você, é com você que eu criei os meus sonhos, e é com vc que eu quero viver para sempre". A felicidade a invandiu por completo nesse isntante abraçou ele, e sentiu todos aqueles sentimentos de volta, nem parecia que ele havia ido por um mês! Ele segurou a mão dela deu um beijo, pegou uma caixinha em seu bolso a abriu havia duas alianças ele pegou a menor e disse olhando em seus olhos "Você aceita casar comigo?"... ela deu aquele sorriso lindo, e com os olhos cheios de lágrimas respondeu "Se eu aceito? É claro que eu aceito, mais com uma condição, jura nunca mais me deixar?" ele fez aquela cara de malandro pensativo e respondeu sorrindo e a abraçando disse "Eu nunca te deixei, e nunca vou te deixar!E por isso que eu voltei e estou aqui agora te pedindo em casamento e então você aceita?"Ela sorriu novamente "É claro que sim!"
Novamente ela descobriu que a felicidade seria sempre ao lado dele! E que com aquele abraço e apenas os olhares apaixonadas os dois sabiam que esse amor era realmente verdadeiro, e que nada poderia separar ou seja la o que for! Eles seriam felizes, mesmo com todos os problemas, as brigas bobas de antes, os desencontros, o ciúmes, tudo o amor verdadeiro supera a tudo e a todos!"

Juliana Camargo



"amor não é se envolver com a pessoa perfeita, aquela dos nossos sonhos.Não existem príncipes nem princesas.Encare a outra pessoa de forma sincera & real,exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.O amor só é lindo,quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.Amar é morar um no outro!"

domingo, 17 de janeiro de 2010

palhaço é um homem todo pintando de piadas


Eu não sei na verdade quem eu sou
já tentei calcular o meu valor
Mas sempre encontro sorriso e o meu paraíso é onde estou
Por que a gente é desse jeito?
criando conceito pra tudo que restou
Meninas são bruxas e fadas
Palhaço é um homem todo pintado de piadas
Céu azul é o telhado do mundo inteiro
Sonho é uma coisa que fica dentro do meu travesseiro
Perguntar
Da onde veio a vida
por onde entrei.
Deve haver uma saída
e tudo fica sustentado
Pela fé
Na verdade ninguém
Sabe o que é
Velhinhos são crianças nascidas faz tempo
com água e farinha colo figurinha e foto em documento
Escola! É onde a gente aprende palavrão...
Tambor no meu peito faz o batuque do meu coração
Perceber que a cada minuto
tem um olho chorando de alegria e outro chorando de luto
tem louco pulando o muro, tem corpo pegando doença
tem gente trepando no escuro, tem gente sentindo ausência
Mas eu não sei na verdade quem eu sou...

O Teatro Mágico - Eu não sei na verdade quem eu sou

sábado, 16 de janeiro de 2010

"Eu podia ver nos seus olhos, que você honestamente acreditou que eu não te queria mais. O conceito mais absurdo,mais ridículo. Como se houvesse alguma forma de eu existir sem precisar de você"
Edward Cullen - New Moon

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

ele sempre esteve aqui!


Batida de portão.
Penso: Ah caramba, é ela.
E ela não está aqui por minha causa...
Não vai... falar comigo? Não... vai?
Ela falou.
“Oi chato”
Ela ainda continua como antes.. mas o meu “oi” não é como o dela.
Não é como éramos.
Olha como ela brinca, olha como ela está feliz.
“Olhe para você”
Eu não quero saber de mim. Ela está feliz!
Muito mais que eu...
Muito mais que tudo...
Esse sorriso poderia espantar todas as minhas noites frias e dias de solidão.
Ah meu Deus, como me dói!
Porque ela brinca tanto? Porque ela se diverte tanto sem mim?
Ela se esqueceu? Ela está se fazendo de forte?
Não, não está.
Ela é forte.
Mais que eu.
Eu a magoei, a fiz chorar.
E nunca mais a terei novamente..
Por isso ela sorri e brinca.
Porque ela não está mais comigo.
Ah caramba, ela não quer saber de mim! O que eu faço?
Nada.
Eu a perdi, a deixei escapar entre os dedos
Para sempre.
Essas crianças poderiam ser nossos filhos.
E ela seria a melhor, a melhor de todas as outras.
E eu a amo.
Como fui tolo, como!
Não quero nada, não quero conversar.
Não.
Vou conversar sim. Ela não está me vendo.
Talvez ela não esteja... pensando em mim...
Sou invisível para ela.
Estou a poucos metros de distância e parecem quilômetros.
Essa mente está tão longe, tão longe de mim.
Olho, observo.
Ela é linda.
Ela não me olha.
Ela não precisa, de mim.
Como eu, agora, sei que preciso.
Sempre precisei.
Mas nunca notei que era dela.
Vou continuar aqui, parado.
Sem sentir.
Ela consegue se divertir com coisas pequenas.
Ah se ela visse o seu sorriso como eu estou vendo!
Se eu estivesse, agora, realmente vivo, ela me mataria com esse sorriso.
Ela sente minha falta.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010


"Ele pode não ter – hoje – a chave da minha casa, mas sabe que tem a do meu coração.
E de todo o resto. A chave que eu não tenho ele tem.
E até chega a ser bonitinho ver todos os dias o nome dele estampado nesse meu cadeado.
Ah, pode ficar com a chave para sempre. Agora eu deixo.
Deixo para te prender e dominar tudo que há nesse seu coração.
Me domine: eu preciso disso pra viver. Seu domínio."

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Sobre Príncipes e sapos



"Eu já não sabia mais como se dançar. A verdade é que eu nunca fui boa nisso. Mas minha mãe me encomendou um instrutor. Um não. Uma dúzia. Ela sempre me disse que sou uma péssima dançarina. Que eu piso no pé das pessoas. E que por isso nunca encontraria um príncipe. Decidi aprender. Não foi tão fácil quanto imaginei. Mas bastou dançar para a minha história mudar. É que nessa manhã eu decidi me vestir de um moço amor, com traços puros e pálidos de alguém crescido num mundo de encanto e magia. E ele me apertou contra a lua buscando a cor de meus olhos. A entrada do castelo havia dois guardiões azuis. Assustei-me com um gato preto que riscou o tapete de veludo estendido sobre o gramado. E me escondi entre as folhagens com as borboletas. Machuquei os dedos nas ramagens. E ele segurou a minha mão. Naquele instante eu o reconheci. A lua brilhou mais forte. E as estrelas se acenderam no céu, numa festa de cores de um esfuziante festival. Esse príncipe, Senhores: Não tem cavalo, não tem espada, não tem nada. Mas ele olha primeiro para os olhos ao invés dos sapatos."

por pipa

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

"Não espere um sorriso para ser gentil.
Não espere ser amado para amar.
Não espere ficar sozinho para reconhecer o valor de quem está do seu lado.
Não espere ficar de luto para reconhecer quem hoje é importante para você.
Não espere a queda para lembrar-se do conselho.
Não espere a enfermidade para reconhecer quão frágil é a vida.
Não espere ter dinheiro aos montes para então contribuir.
Não espere por pessoas perfeitas para então se apaixonar.
Não espere a mágoa para pedir perdão.
Não espere a separação para buscar a reconciliação.
Não espere elogios para acreditar em si mesmo.
Não espere a dor para acreditar em oração.
Não espere o dia de sua morte sem antes amar a vida!
"

William Shakespeare

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Histórias que nos contam na cama antes da gente dormir!

"Veio de manhã molhar os pés na primeira onda
Abriu os braços devagar... e se entregou ao vento
O sol veio avisar... que de noite ele seria a lua,
Pra poder iluminar... Ana, o céu e o mar

(...)

Onde já se viu o mar apaixonado por uma menina?
Quem já conseguiu dominar o amor?
Por que é que o mar não se apaixona por uma lagoa?
Porque a gente nunca sabe de quem vai gostar


Ana e o mar... mar e Ana
Historias que nos contam na cama
Antes da gente dormir

Ana e o mar... mar e ana
Todo sopro que apaga uma chama
Reacende o que for pra ficar"

O Teatro Mágico - Ana e o mar

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010



"Quando ele olhou seus olhos negros,seus lábios indecisos entre um sorriso e o silêncio,ele entendeu a parte mais importante e mais sábia da Linguagem que o mundo falava,
e que todas as pessoas da terra eram capazes de entender em seus corações. E isto era chamado de Amor, uma coisa mais antiga que os homens e que o próprio deserto,
e que no entanto ressurgia sempre com a mesma força onde quer que dois pares de olhos
se cruzassem como se cruzaram aqueles dois pares de olhos diante de um poço.
Os lábios finalmente resolveram dar um sorriso, e aquilo era um sinal,
o sinal que ele esperou sem saber durante tanto tempo em sua vida,
que tinha buscado nas ovelhas e nos livros, nos cristais e no silêncio do deserto. "


Paulo Coelho - O alquimista